Manuela Moura Guedes, és grande

Olá meus caros, tudo bem convosco? Tinham saudades da minha pessoa? Parece que na semana passada, a grande Manuela Moura Guedes teve uma discussao acesa com o nao menos grande Marinho e Pinto (bastonário da Ordem dos Advogados), em pleno Jornal Nacional de 6a feira, brilhantemente apresentado por MMG. Houve troca de galhardetes entre ambas as partes, MMG acusou o Bastonário da Ordem dos Advogados de ser um “bufo” e foram mencionados mais um ou outro nome fofo, em suma, o exeOlá meus caros, tudo bem convosco? Tinham saudades da minha pessoa? Parece que na semana passada, a grande Manuela Moura Guedes teve uma discussao acesa com o nao menos grande Marinho e Pinto (bastonário da Ordem dos Advogados), em pleno Jornal Nacional de 6a feira, brilhantemente apresentado por MMG. Houve troca de galhardetes entre ambas as partes, MMG acusou o Bastonário da Ordem dos Advogados de ser um “bufo” e foram mencionados mais um ou outro nome fofo, em suma, o exemplo acabado do que nao se deve fazer em jornalismo. O motivo da “discussao”, todos já sabemos qual foi: Sócrates e o caso Freeport. Agora, há coisa de cinco minutos, estava eu a fazer “zapping” e paro precisamente na TVI, onde estava a dar uma reportagem sobre o Governo, bom, se calhar chamar reportagem áquilo é capaz de ser um bocado insultuoso para o jornalismo a sério, digamos que aquilo foi uma espécie de sketch pseudo-humorístico/jornalismo de trazer por casa/forma gratuita de insultar o Governo (sim, eu mando bocas ao Sócrates, mas eu nao sou pivot de um telejornal)… É pá, ó Manela…se continuas assim, nao vais muito longe filha…é que qualquer dia ninguém quer ir ao teu telejornal amiga, se é que se pode chamar telejornal a isso que fazes. E depois quero ver como é que vais fazer para achincalhar pessoas em directo, na tv. Só se trocares o Vasco Pulido Valente pelo Professor Karamba e ele te meter em contacto com o mundo dos mortos para que possas continuar a insultar figuras públicas. Sim, está bem, o Professor Karamba nao é tao “freak” como o VPV, nem chama “estúpida” a toda a gente como ele faz, mas fala com os mortos, o que já é uma vantagem em relaçao ao VPV. “Mas e como é que isso era, ó Joao?”, perguntam voces. Era mais ou menos assim: “Boa noite, eu sou a Manuela Moura Guedes e este é o jornal de sexta feira, da TVI. Visto que já insultei e enxovalhei todas as pessoas vivas que havia para insultar, a partir de hoje vamos começar uma versao renovada do jornal de sexta feira, em que com a ajuda do Professor Karamba iremos entrar em contacto com o mundo dos mortos, para que eu possa insultar aqui, em directo, personalidades que já faleceram e nunca tiveram a oportunidade de ser insultadas por mim, aqui, no jornal nacional. O nosso primeiro entrevistado é o rei Dom Sebastiao, que afinal nao foi assim tao difícil de encontrar, mas, é claro que estamos a falar do meu telejornal, que é o melhor de todos, ou nao me tivesse a mim, com o meu estilo muito próprio de fazer jornalismo. MMG: Boa noite, Dom Sebastiao, sabe que segundo uns dados que tenho em minha posse, provenientes do British Institute of Fraud, voce fugiu para Álcacer-Quibir porque tinha ligaçoes a José Sócrates e ao caso Freeport. Tem alguma coisa a dizer em sua defesa? Dom Sebastiao: Eu?! Ligaçoes com o caso Freeport? Mas ó minha senhora, eu desapareci em Alcácer-Quibir por volta de 1578 e isso do Freeport foi agora em 2005… MMG: As datas nao interessam, o que interessam sao as minhas fontes, que sao as melhores fontes que há. E essas dizem que voce fugiu para Marrocos por causa dos favores que terá feito a José Sócrates. Dom Sebastiao: Ó senhora Moura Guedes: eu aceitei o convite com muito gosto para falar consigo, mas nao era para isto minha senhora… MMG: Eu só lhe estou a fazer questoes baseadas em factos! E os factos dizem que o senhor deixou, antes de fugir para Marrocos, em 1577, um manuscrito que tem a sua assinatura, dando a autorizaçao a José Sócrates para permitir que o Freeport fosse construído em zona protegida. Nao fuja aos factos Dom Sebastiao! Nao seja cobarde! Nao faça como fez em Marrocos! Voce é um cobarde! Dom Sebastiao: É pá, se era para isto que me queria entrevistar, desculpe lá mas nao conte mais comigo, com licença… MMG: E pronto, uma vez mais provámos, com o nosso estilo de fazer jornalismo, isento e baseado apenas em factos concretos, que de facto José Sócrates é culpado no caso Freeport e deve ser responsabilizado por isso. Boa noite a até para a semana, onde iremos entrevistar Mahatma Ghandi, outro cúmplice de alguns negócios duvidosos de José Sócrates e uma vez mais iremos provar que nós é que temos razao.” Nota: Note-se que já mesmo, mesmo no final do telejornal, Manuela Moura Guedes aproveitou para achincalhar, com a preciosa ajuda de VPV, um livro da autoria de uma jornalista que só por acaso faz parte de uma entidade que na semana passada reprovou o comportamento de MMG no seu telejornal…só por acaso. MMG aproveitou ainda para rematar da seguinte maneira: “Se querem ler livros a sério, leiam este livro que tenho nas minhas maos”. O livro em questao é uma coisa do VPV sobre partes da História de Portugal. Para finalizar, MMG afirma: “Isto sim, é serviço público”. Ao que eu respondo: “psst, ó Manela, isso é mas é publicidade gratuita, de uma forma um bocado grosseira, diga-se…”. Nota 2: Enquanto estava a ver o Tempo de Antena, deparo-me com um militante do PNR (partido de extrema-direita), cujo apelido é Branquinho. PNR, Branquinho, em suma, o rapaz nasceu para ser militante daquela malta… Nota 3: Este texto foi escrito ontem a noite, mas por motivos de força maior, apenas foi publicado hoje.

Deja un comentario

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

Crea tu página web en WordPress.com
Empieza ahora
A %d blogueros les gusta esto: