Este Governo dava um filme (até dava mais mas por ora um chega muito bem)

José Sócrates, em jeito de resumo daquilo que foram os cerca de 4 anos e meio de mandato do seu Governo, afirmou que este fora uma “tempestade perfeita”, numa espécie de alusao a modos que parva ao filme homónimo (título original: The Perfect Storm) em que entram, entre outros, George Clooney, Diane Lane e Mark Wahlberg.  E realmente, esta comparaçao nao podia estar mais correcta: neste filme, se nao me falha a memória temos Clooney, o capitaJosé Sócrates, em jeito de resumo daquilo que foram os cerca de 4 anos e meio de mandato do seu Governo, afirmou que este fora uma “tempestade perfeita”, numa espécie de alusao a modos que parva ao filme homónimo (título original: The Perfect Storm) em que entram, entre outros, George Clooney, Diane Lane e Mark Wahlberg.  E realmente, esta comparaçao nao podia estar mais correcta: neste filme, se nao me falha a memória temos Clooney, o capitao do barco que é extremamente tacanho e teimoso: ele quer, pode e manda, tal e qual como Sócrates neste Governo; temos dois personagens que sao muito, mas muito parvos, tal e qual como Lino e Pinho (embora sem papas Maizena, desertos e corninhos) e temos uma senhora que está lá quase só para fazer figura de corpo presente, como a nossa ministra da (des)educaçao, Maria de Lurdes Rodrigues. Relativamente a história do filme, a coisa também bate certo: começa tudo muito bem, mas a medida que o tempo vai passando as coisas vao piorando até que uma tempestade encarrega-se de naufragar o navio. Assim foi com este Governo: começou tudo a festejar a maioria absoluta, dizia-se que este era um super Governo, cheio de super ministros e com um grande primeiro-ministro, mas depois…começaram a aparecer as barracadas até ao verdadeiro naufrágio que foram as eleiçoes europeias. Mas, se voces sao daquele tipo de pessoas que gostam de um bom filme de terror, com uns rasgos de comédia pelo meio nao podem perder este filme que estreará em breve em todos os cinemas do país: “4 anos e meio de Governo PS: A Tempestade Perfeita”. Nao percam porque nós também nao! Nota: só aqui entre nós que ninguém nos ouve, o que o Sócrates queria com esta alusao era comparar-se ao George Clooney, penso eu de que… 

Deja un comentario

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

Crea tu página web en WordPress.com
Empieza ahora
A %d blogueros les gusta esto: