As confissoes de Saddam

As confissoes de Saddam Hussein ao FBI foram tornadas públicas, através dos relatos do agente George Piro que participou nos interrogatórios ao ex-ditador iraquiano. Nestes interrogatórios, feitos entre 2003 e 2005, Saddam faz algumas revelaçoes bombásticas, tal como o facto de considerar que Bin Laden nao passa de um fanático e que por isso mesmo, nunca teve quaisquer tipo de negócios com o suposto mandante dos atentados de 11 de Setembro As confissoes de Saddam Hussein ao FBI foram tornadas públicas, através dos relatos do agente George Piro que participou nos interrogatórios ao ex-ditador iraquiano. Nestes interrogatórios, feitos entre 2003 e 2005, Saddam faz algumas revelaçoes bombásticas, tal como o facto de considerar que Bin Laden nao passa de um fanático e que por isso mesmo, nunca teve quaisquer tipo de negócios com o suposto mandante dos atentados de 11 de Setembro de 2001. Saddam revela ainda que a única razao que o levou a alimentar a suspeita de que o Iraque teria armas de destruiçao maciça foi para tentar impor algum respeito ao Irao, país com que o Iraque esteve em guerra na década de 80, visto que Saddam considerava o Irao uma ameaça muito séria para o Médio Oriente. Mas, de quem Saddam tinha mesmo muito medo era de Manuela Ferreira Leite, entao ministra das Finanças do governo de Durao Barroso, sobre ela disse: “Cada vez que olhava para a cara dela, molhava-me nas calças. Ela tem um ar assustador, como se fosse o Frankenstein em versao feminina.” Saddam deixou ainda o seu lamento e pesar as milhares de famílias iraquianas pela morte dos seus familiares e pelo rasto de destruiçao que a Guerra do Iraque tem deixado no país, acrescentado que “já nao via tanto buraco e destruiçao juntos, desde aquela vez em que visitei Portugal com o meu primo Abdulah que mora lá. Aquelas estradas…por Alá, já para nem falar na Damaia, Chelas, Cova da Moura…”. Segundo o relato de George Piro, Saddam condena também os EUA por terem intervido no Iraque tao prontamente e por nada ter sido feito em relaçao a Portugal. Sobre isto, Saddam disse: “acho uma vergonha o que se está a passar em Portugal. O Santana Lopes aproveitou que as pessoas estavam eufóricas com o Euro 2004 para se instalar no poder. Isso é desumano! É que ninguém se apercebeu! E o que é aquilo que ele faz ao cabelo? Hein?!” Saddam Hussein ainda estava vivo quando o PS, através de José Sócrates, conquistou a maioria absoluta em 2005. Sobre esta notícia, Hussein referiu estar “muito contente. É uma excelente notícia para os portugueses. Como sabem, tenho óptimas relaçoes com o PS, pois fui eu que financiei o jornal deles, em 1981 e sei que José Sócrates é um jovem ambicioso e muito talentoso”, acrescentou Saddam Hussein. E como ele estava enganado, acrescento eu.  

Deja un comentario

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

Crea tu página web en WordPress.com
Empieza ahora
A %d blogueros les gusta esto: